CENTRE-PARTAGE.COM

Allan Rich

 

Deus me libertou do ocultismo.


Aos 15 anos de idade fui colocado num centro para adolescentes com dificuldades familiares. Havia também pessoas mais velhas do que eu, que já tinham sido presas, os “blusões negros”, que gostavam de brigas, bebidas e drogas.


Já na primeira semana, fui iniciado a fumar maconha (cannabis). O impacto foi grande e imediato em mim. No dia seguinte fui à cidade comprar mais e a partir desse instante comecei a consumir em grande quantidade. Quando não havia mais, eu roubava medicamentos ou ál
cool. Ingeria tudo que fosse “high”, cheirava pó e tomava toda espécie de pílulas e também LSD. Por causa disso fui ficando muito depressivo, paranóico e com muita angústia. Tentava preencher um vazio que ficava cada vez maior mais os anos passavam. Fiquei incapacitado de trabalhar.


Aí então, me ensinaram como roubar carros, furtar nas lojas, traficar, etc...Fui pego pela polícia que eu odiava. Eu fugia; virei um delinqüente. Meus amigos a minha volta começaram a morrer de overdose, heroína ou de acidente de moto. Um dos últimos; que tinha apenas 32 anos, morreu de velhice precoce devido aos disfuncionamentos de seu metabolismo. Eu me sentia inútil e sozinho e não tendo mais nenhuma participação social, nem motivações, desejava morrer o mais rápido possível.


Por curiosidade comecei a praticar a magia branca e rapidamente passei as práticas ocultas de maneira empírica e instintiva. Descobri possuir “aptitudes”

espirituais. Me interessava pelo misticismo oriental e percebi rapidamente que obtive “poderes” , como por exemplo, ver a áurea das pessoas, dom de advinhação, etc... Estava fascinado pelo poder e força espirituais, queria descobrir os limites das minhas capacidades. Por isso, passei à magia negra.


Em alguns meses, após
a morte de algumas pessoas devido a maldições que lancei, uma EQM; Experiência de Quase-Morte (onde me vi fora do meu corpo), uma tentativa de suicídio e uma estadia num hospitall psiquiátrico, desejei mudar de vida. Parei com todas as substâncias nocivas e deixei de comer carne. Tentei me refazer um bom “karma”. Tinha então 19 anos de idade e praticava assiduamente yoga e esporte. Tentei purificar o corpo e o espírito, mas após 6 meses nesse “regime” intensivo, tive a seguinte revelação: que eu levasse a vida mais libertina possível ou que eu fizesse os maiores esforços de devoção, isso não me aproximava nem um milímetro de Deus. Decidi então, viver uma vida mediana, não sendo aos meus olhos nem bom, nem mau.


Detestando os cristãos, me encontrei entretanto; por acaso, numa das suas reuniões. Enquanto um rapaz pregava, eu vi a sua áurea. Nunca tinha visto uma tão clara, poderosa, grande e pura. Soube então que ele tinha o poder espiritual mais elevado e quis também receber esse poder. “Infelizmente” , ele só falava de Jesus Cristo e da cruz. Apesar de tudo, decidi não largá-lo até descobrir seu  segredo. Voltei numa outra reunião e ele convidou à ir à frente, todos os que quisessem receber o poder de Deus. Eu disse a mim mesmo que era minha chance de receber esse poder ilimitado a fim de utilisá-lo como eu bem entendesse. Fui à frente. Em meu espírito vi Jesus Cristo e Sua cruz. Nesse instante, tive a convicção interior que eu deveria fazer uma escolha: aceitá-lo ou rejeitá-lo. Rejeitei-o. Mas um instante mais tarde, Deus falou no meu espírito e mostrou-me que eu deveria aceitar Jesus pois, se eu insistisse no meu jeito de viver, não teria mais que 6 meses de vida.


Tendo vivivo a Experiência de Quase-Morte, eu sabia que não estava pronto para morrer e que era necessário que eu me pusesse em ordem com Deus, senão eu iria para um lugar indesejável depois do meu “último suspiro”. Então, apesar da minha repulsão e tendo entendido que não tinha escolha, pus meu orgulho de lado e aceitei Jesus Cristo e a cruz na minha vida para “salvar minha pele”.


Foi em setembro de 1977 e desde esse dia, a orientação da minha vida, minhas motivações e objetivos; tudo começou a mudar. Como diz a Bíblia: Se alguém está em Cristo, nova criatura é, as coisas velhas já passaram, tudo se fez novo. (2 Co 5:17). Um lento processo de cura operou-se no meu físico, emoções e intelecto, lavando meus sofrimentos e feridas. Seria muito longo contar aqui à vocês, todos os milagres que Deus fez em mim.


Hoje sou imensamente grato à Deus pela Sua paciência e por não ter desistido de mim, por ter conseguido me salvar apesar  da minha resistência. Igualmente agradeço à Jesus Cristo, que resgatou minha alma, morrendo em meu lugar e tendo pago as consequências dos meus erros, permitindo dessa forma que meu destino final e eterno fosse mudado.


Estou disponível para dar meu testemunho em qualquer lugar do mundo.


Você pode ver igualmente meu testemunho, com mais detalhes 


em francês: www.centre-partage.com


em inglês: www.sharing-center.com


___________________


“Por que razão morreríeis? Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva. (Ez 18:31-32, Ez 33:11)


Vê, hoje Eu (Deus) te proponho a vida e a morte, o bem e o mal, a bênção e a maldição. Escolhe a vida, para que vivas. (Dt 30:15 e 19)


Ele não me tratou segundo o meus pecados, nao me retribuiu segundo as minhas iniqüidades. (Sl 103:10)


Certamente morreremos, e seremos como águas derramadas na terra, que não podem ajuntar mais; Deus, porém, não tira a vida, mas cogita meios para que não fique banido dele o seu desterrado. (2 Sm 14:14)


Lembra-te do teu Criador antes que se rompa a cadeia de prata... antes que o pó volte a terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu. (Ec 12: 6-7)


Deus determinou um dia em que com justiça há de julgar o mundo, por meio do homem que destinou. Ele disso deu certeza a todos, ressuscitando-o dentre os mortos. (At 17:31)


Vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz e sairão: Os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida, e os que praticaram o mal, para a ressurreição da condenação. (Jo 5:28-29)


Aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo depois disso o juízo. (Hb 9:27)


Pois Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançar a salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo. (1Ts 5:9)


Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, porque não crê no nome do unigênito Filho de Deus. (Jo 3:16-18)


www.sharing-center.com - www.centre-partage.com

 

Deus me libertou do ocultismo - Allan rich

Leia o livro onlinehttp://web.me.com/preacherallanrich/Preacher_Allan_Rich/Book_Portuguese.html
Leia o livro onlinehttp://allanrich.tv/Preacher_Allan_Rich/Book_Portuguese.html